This content is not available in your region

Marinova alvo de "assassinato de motivação política"

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Marinova alvo de "assassinato de motivação política"

Para o jornalista de investigação búlgaro Dimitar Stoyanov o assassinato de Viktoria Marinova é uma mensagem para o dono do meio de comunicação onde ela trabalhava e um aviso de que o trabalho dos jornalistas não passa desapercebido. O jornalista insiste na teoria de assassinato de motivações políticas.

Stoyanov foi um dos convidados do último programa de Marinova, que decorreu a 30 de setembro, e no qual se expunham fraudes na utilização de fundos comunitários.

"Não foi a primeira ameaça, acho que também não será a última. Estamos a trabalhar em muitas coisas relacionadas com o uso indevido de fundos da União Europeia. Estamos a trabalhar nisso há pelo menos 5 anos. Depois do nosso trabalho anterior os serviços especiais começaram a investigar o Fundo Agrícola do Estado, os diretores foram demitidos. Este não é o primeiro escândalo causado pela nossa investigação. Não vamos parar e esperamos que os nossos colegas de Ruse também não parem.

"Acredito que as autoridades fizeram tudo o que podiam para se tornarem não credíveis. Mesmo que esta pessoa esteja envolvida, mesmo que seja culpada por este crime, a polícia e o governo fizeram tudo o que podiam para se desacreditarem. Nesta situação eles estão sob uma imensa pressão e agem de forma caótica. Tanto a UE como os EUA mostraram que não confiam na investigação búlgara. Eles estão, desesperadamente, à procura de um suspeito", afirma Stoyanov.

A Comissão Europeia quer que a Bulgária julgue os assassinos da jornalista, e já o fez saber às autoridades locais, enquanto pede a intervenção do Organismo Europeu de Luta Antifraude.