Última hora

Última hora

Grande Prémio de Cancun: Ouro para Paula Pareto, Prata para a Portuguesa Catarina Costa

Em leitura:

Grande Prémio de Cancun: Ouro para Paula Pareto, Prata para a Portuguesa Catarina Costa

Grande Prémio de Cancun: Ouro para Paula Pareto, Prata para a Portuguesa Catarina Costa
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grande Prémio de Cancun de 2018, a campeã olímpica do Rio 2016 e medalhista de bronze de 2018 Paula Pareto revelou-se a mulher do dia. Tendo sido nomeada modelo do atletismo nos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, a campeã voou diretamente para o México, onde superou a portuguesa medalhista de ouro do Grande Prémio de Antália Catarina Costa, na final da categoria mais leve dos -48kg. O combate tenaz entre as duas judocas terminou com dois waza-ari de Pareto, que lhe valeram a medalha de ouro pela Argentina.

“Estou muito feliz porque o apuramento para os olímpicos acabou de começar, pelo que estes resultados são excelentes para mim,” comentou á Euronews. “Foi uma honra ser nomeada atleta modelo em Buenos Aires, juntamente com o Ilias Iliadis, que é um atleta excelente e um grande campeão,” acrescentou.

Na competição masculina, Tornike Tsjakadoea foi o homem do dia. O judoca conquistou a sua primeira medalha no World Judo Tour da Federação Internacional de Judo, ao derrotar o francês Luka Mkheidze na final de -60kg, recuperando de um waza-ari de desvantagem.

“Luka Mkheidze esteve a alto nível. Tive um shido, depois outro e também um waza-ri de desvantagem, por isso tive que correr riscos. Nunca pensei que seria um campeão hoje, é uma sensação tremenda,” disse Tsjakadoea.

Nos -57kg femininos, a campeã olímpica Rafaela Silva, que ganhou o Grande Prémio de Budapeste em Agosto, venceu numa final pan-americana a canadiana Jessica Klimkait e conquistou a medalha de ouro.

A final dos -66kg masculinos foi russa. O judoca Aram Grigoryan derrotou o medalhista Mikhail Puliaev com um brilhante confronto no tatami que lhe deu o controlo do adversário a vitória por ippon.

Nos -52kg femininos, a espanhola medalhista de bronze do Grande Prémio de Hohhot Ana Perez Box defrontou a polaca Agata Perenc sagrando-se campeã com um derradeiro waza ari.

A Portuguesa Joana Ramos arrebatou o bronze nos -52kg.

O momento do dia coube a Lenin Preciado, que levou para casa a primeira medalha do Equador no campeonato, um feito notável que fez subir para 16 o número de países que conquistaram medalhas no primeiro dia do Grande Prémio no México. Uma prova inelutável da incrível universalidade do judo.