Última hora

Última hora

Tempestade Leslie: O rescaldo

Em leitura:

Tempestade Leslie: O rescaldo

Tempestade Leslie: O rescaldo
Tamanho do texto Aa Aa

Já se sabia de antemão que a tempestade Leslie não era uma tempestade qualquer e mesmo tendo atingido o continente português já enfraquecida, o rasto de destruição provocado salta à vista.

Os números da Proteção Civil referem a existência de 28 feridos, 61 desalojados e duas mortes em zonas afetadas pela tempestade mas que o INEM garante não estarem relacionadas com o mau tempo.

As imagens desoladoras repetiram-se um pouco por todo o litoral centro, com o distrito de Coimbra a ser o mais afetado. No município de Soure foi mesmo decretado o estado de calamidade, de acordo com o presidente da Câmara, Mário Jorge Nunes, 90% das habitações de oito freguesias do concelho sofreram danos.

Os trabalhos de recuperação têm sido condicionados pela falta de eletricidade, que no seu auge afetou mais de 300 mil pessoas. Os danos foram classificados pela EDP Distribuição como os mais críticos da sua história mas pouco a pouco a situação tem vindo a regressar ao normal.