Última hora

Última hora

Turquia e EUA aumentam a pressão sobre a Arábia Saudita

Em leitura:

Turquia e EUA aumentam a pressão sobre a Arábia Saudita

Turquia e EUA aumentam a pressão sobre a Arábia Saudita
Tamanho do texto Aa Aa

O caso do jornalista desaparecido no consulado da Arábia Saudita em Istambul ameaça mudar drasticamente as relações insitucionais com Riade.

O secretário norte-americano do Tesouro e o Ministro britânico do Comércio estarão a ponderar não participar este mês na conferência internacional de investimento na Arábia Saudita. É uma informação avançada pela BBC, que cita fontes diplomáticas.

Khashoggi, um crítico do governo saudita, desapareceu a 2 de outubro depois de ter entrado no consulado do seu país em Istambul.

A Turquia volta a apelar à cooperação para esclarecer este caso.

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros diz que "a Arábia Saudita tem de cooperar particularmente autorizando o gabinete do procurador geral e os peritos a entrar no consulado saudita". Mevlüt Çavuşoğlu afirma esperar uma resposta rápida "para bem desta investigação e por forma a esclarecer tudo publicamente".

O Presidente dos Estados Unidos já veio dizer que é pouco provável que o jornalista esteja vivo. Trump já deixou no ar a possibilidade de punir a Arábia Saudita e diz que vai pedir explicações. "Vou ligar ao Rei Salman da Arábia Saudita, porque acredito ser apropriado que lhe pergunte o que é que se está a passar," dizze Donald Trump questionado por jornalistas.

As autoridades turcas dizem que o jornalista foi interrogado, torturado e assassindo dentro do consulado saudita em Istambul.