Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Khashoggi: Pompeo expressa "preocupação" dos EUA a Riade

Khashoggi: Pompeo expressa "preocupação" dos EUA a Riade
Tamanho do texto Aa Aa

O caso do jornalista dissidente Jamal Khashoggi dominou a visita do secretário de Estado norte-americano à Arábia Saudita. Mike Pompeo exprimiu ao rei Salman, ao princípe herdeiro e ao chefe da diplomacia saudita a "preocupação dos Estados Unidos pelo desaparecimento" de Khashoggi e agradeceu o compromisso de Riade com as investigações.

As autoridades turcas, que acreditam que o jornalista foi torturado e assassinado no consulado saudita em Istambul puderam finalmente, duas semanas depois do desaparecimento, entrar na representação diplomática e já anunciaram o alargamento das buscas à residência do cônsul saudita.

A correspondente da agência Reuters em Istambul, Emily Wither, diz que "a teoria de que [o interrogatório a Khashoggi] tinha sido registado pelo seu relógio Apple foi essencialmente descartada pelo peritos em tecnologia [...] e muitos afirmam agora que o mais provável é que a Turquia tivesse o consulado sob escuta e que terá sido assim que obteve uma gravação do que se passou no interior nesse dia".

Exilado nos Estados Unidos e crítico feroz do príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Khashoggi foi visto pela última vez com vida a 2 de Outubro, quando entrou no consulado saudita em Istambul. O caso provocou uma vaga de condenação internacional contra Riade.