A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Alemanha extradita suspeito de assassinato de jornalista Viktoria Marinova

Alemanha extradita suspeito de assassinato de jornalista Viktoria Marinova
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Detido na Alemanha, país para o qual fugiu e onde fez "mea culpa" parcial, o suspeito de ter assassinado a jornalista búlgara Viktoria Marinova foi extraditado e chegou a Sofia.

Severin Krasimirov será formalmente acusado de violação e homicídio da jovem apresentadora de 30 anos.

O corpo de Marinova, agredida na cabeça, espancada e violada, foi encontrado a 6 de outubro num parque da cidade de Ruse, no norte da Bulgária. O caso provocou uma vaga de indignação e relançou o debate sobre a liberdade de imprensa no país.

As autoridades dizem não ter provas de que se tratou de um ajuste de contas relacionado com a profissão e avançam que tudo aponta para um ataque espontâneo de forma a abusar sexualmente da vítima. Todas as pistas são investigadas.

A jornalista, da cadeia de televisão local TVN, investigava casos de corrupção que envolviam fundos da União Europeia.

O homicida, de 21 anos, já procurado por crimes idênticos, terá alegadamente admitido que se encontrava sob a influência de álcool e drogas.