EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Caso Khashoggi: Polícia turca está a fazer buscas numa floresta perto de Istambul

Caso Khashoggi: Polícia turca está a fazer buscas numa floresta perto de Istambul
Direitos de autor 
De  Ana Serapicos
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo de Ancara diz ter evidências que só irão partilhar no fim da investigação

PUBLICIDADE

As autoridades turcas iniciaram buscas numa floresta perto de Istambul para encontrar Jamal Khashoggi, o jornalista que terá sido assassinado no consulado saudita. A informação já foi oficializada pelo governo de Erdogan.

A investigação avança de dia para dia. Esta quinta-feira, peritos turcos fizeram buscas na casa do cônsul saudita em Istambul. Esta Sexta-feira, o governo turco, em conferência de imprensa, admitiu ter provas que só irá revelar depois da investigação estar concluída. 

"Temos algumas informações e evidências disponíveis da investigação, mas só vamos partilhar tudo isso com o mundo depois de um rresultado muito claro surgir.", admitiu Mevlut Cavusoglu, o ministro dos Negócios Estrangeiros turco. 

"O mundo inteiro está, compreensivelmente, curioso sobre o que aconteceu com Khashoggi e como tudo aconteceu.", concluiu o ministro.

Reuters

Jamal Khashoggi estava exilado nos EUA, é um conhecido crítico do regime da Arábia Saudita, especialmente do Príncipe herdeiro Mohammad bin Salman. 

Foi filmado, pelas camêras de vigilância, a entrar no consulado da Arábia Saudita em Istambul e nunca mais foi visto. Acredita-se que tenha sido morto dentro do edifício do consulado e que tenha sido esquartejado depois de morrer.

Riade, aliada dos EUA, nega qualquer envolvimento na morte.

Os EUA já pediram a Ancara a divulgação de todas as provas do caso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Khashoggi: casa do cônsul saudita revistada

Caso jornalista assassinado: "Queremos uma investigação transparente"

Turquia ataca PKK no Curdistão iraquiano após atentado em Ancara