Última hora

Última hora

Polónia: Uma vitória sem confetis de um partido eurocético

Em leitura:

Polónia: Uma vitória sem confetis de um partido eurocético

Polónia: Uma vitória sem confetis de um partido eurocético
Tamanho do texto Aa Aa

As eleições regionais na Polónia foram este domingo e o PiS, o Partido Lei e Justiça, revelou-se o grande vencedor da noite, com 32,3% dos votos contra 26,7% obtidos (somados) pela oposição.

O resultado ficou aquém dos 38% que o partido obteve nas eleições parlamentares de 2015, mesmo assim, o partido vê os números de forma positiva.

“Este resultado é um bom augúrio para as eleições parlamentares”, afirmou o líder do PiS, Jaroslaw Kaczynski, depois de surgirem os primeiros resultados.

Estas eleições foram apelidadas, durante a campanha eleitoral, de"um teste" para um governo eurocético.

Reuters
Rafal TrzaskowskiReuters

O Partido Lei e Justiça é conhecido por entrar em conflito com os padrões da União Europeia. Esta vitória acaba por dar ao partido mais força para um governo eurocético. Apesar da vitória geral nas regionais, o PiS não "levou a melhor" na capital.

Rafal Trzaskowski, centrista pró-europeu de 34 anos, venceu em Varsóvia.

_"Foi uma grande mobilização dos moradores de Varsóvia, os quais sentiram a força da própria voz.", admitiu Trzaskowski. "Esta é a primeira eleição em três anos e o resultado é incrível!"_, disse.

Quem ficou para trás na corrida à Câmara municipal de Varsóvia foi Patryk Jaki, o candidato do Partido lei e Justiça.

Os resultados finais só serão revelados pela Comissão Eleitoral esta quarta-feira.