Última hora

Última hora

França: Evacuado o campo clandestino de migrantes de Grande-Synthe

Em leitura:

França: Evacuado o campo clandestino de migrantes de Grande-Synthe

França: Evacuado o campo clandestino de migrantes de Grande-Synthe
Tamanho do texto Aa Aa

Em França, foi de novo evacuado esta manhã o campo de Grande-Synthe, na região de Dunkerque, ocupado por cerca de 1800 migrantes clandestinos. É a sexta operação desta natureza nos últimos cinco meses.

As 1800 pessoas vão agora para estruturas de acolhimento na região de Hauts-de-France e áreas limítrofes.

A ocupação desta área dos lagos e bosques do Puythouck é recorrente. São migrantes - na maioria curdos iraquianos - que esperam poder passar para o Reino Unido e resistem a integrar o sistema de acolhimento francês.

Muitos tinham já deixado o campo quando as autoridades chegaram esta manhã e espera-se que, como é hábito, voltem a instalar-se assim que a vigilância abrandar.

Em comunicado, a perfeitura do Nord refere que a operação de evacuação visa "acabar com tráfico de pessoas e com as redes de traficantes que proliferam neste tipo de acampamentos".

O novo ministro francês do Interior, Christophe Castaner, diz-se disposto a acabar com a situação, com operações de evacuação conjuntas com as autarquias locais, reconhecendo que os "traficantes mantém as pessoas em condições de vida escandalosas".

O fenómeno do acampamento de Grande-Synthe vai para além da crise dos migrantes que atinge a Europa nos últimos anos. Há cerca de duas décadas que vagas de migrantes clandestinos se acumulam nestes bosques e que as autoridades francesas tentam erradicar este acampamento "selvagem", sem sucesso.