Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Angela Merkel quer missão da ONU na Ucrânia

Angela Merkel quer missão da ONU na Ucrânia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A chanceler alemã, Angela Merkel reuniu-se com o Presidente Ucraniano, Petro Poroshenko, esta quinta-feira, em Kiev.

A visita de um dia foi a primeira desde a assinatura do acordo de Minsk, no início de 2015, que até agora não conseguiu atingir seu objetivo de levar a paz ao leste da Ucrânia.

"O que não mudou, infelizmente, é a agressão russa no Donbass e a ocupação da Crimeia. Mas as mudanças positivas na Ucrânia são um incentivo para o agressor (Rússia) agir. O Kremlin ainda sonha em mudar a escolha civilizada da Ucrânia. E é importante para o nosso lado que haja um trabalho coordenado da União Europeia para apoiar a Ucrânia," afirmnou o Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko.

Sobre a mesa estiveram temas críticos como a expansão do gasoduto russo Nord Stream 2, a separatista e autodenominada República do Donbass e a Crimeia anexada por Moscovo, informou a presidência ucraniana em comunicado.

"Estamos a trabalhar juntos para conseguir uma missão da ONU que poderia ser usada para pacificação. Temos uma visão muito crítica das eleições que serão realizadas em Donetsk e Lugansk. Elas não correspondem ao conteúdo do Acordo de Minsk," afirmou a chanceler alemã, Angela Merkel.

Merkel adiantou que a Alemanha vai pressionar por uma prorrogação das sanções ocidentais contra a Rússia, por Moscovo não ter implementado totalmente o acordo de paz da Ucrânia.

A Rússia é acusada de alimentar um conflito rebelde no leste da Ucrânia que já custou a vida de cerca de 10.000 pessoas.