EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Nova Caledónia vota em referendo sobre independência

Nova Caledónia vota em referendo sobre independência
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O território na Oceânia é uma região autónoma especial de França.

PUBLICIDADE

A Nova Caledónia pode passar de região autónoma especial de França a país independente. Os habitantes deste conjunto de arquipélagos na Oceânia estão em contagem decrescente para o referendo marcado para domingo

Roch Wamytan lidera o principal movimento independentista: "O Estado colonizador, o Estado francês, colonizou milhões de pessoas e participou em massacres inenarráveis. Este é o mesmo Estado que continua aqui e não nos quer deixar", disse num discurso.

Mais de 16 mil quilómetros separam a Nova Caledónia da França metropolitana. Apesar de ter uma área de mais de 18 mil quilómetros quadrados, a população é de menos de 270 mil habitantes. 

Elie Poigoune, presidente da Liga de Direitos Humanos, já foi um líder independentista: "O meu olhar mudou em relação a França. Antes, era uma potência colonial, dura para connosco. Agora tem uma atitude mais benevolente, está atenta a todas as populações do território, em particular aos canaques", diz.

Canaques, ou descendentes do povo autóctone desta região do globo, que representam cerca de 40% da população da Nova Caledónia, enquanto os europeus e descendentes de europeus representam pouco mais de metade.

A Nova Caledónia tem uma assembleia legislativa, o Congresso, eleita de cinco em cinco anos, que decide a composição do governo local.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova Caledónia diz "Não" a ser independente de França

Autoridades tentam recuperar o controlo da autoestrada de acesso ao aeroporto da Nova Caledónia

O Supremo Tribunal mantém o mandado de captura de Puigdemont após a publicação da lei da amnistia