Última hora

Última hora

Um referendo à presidência de Trump

Em leitura:

Um referendo à presidência de Trump

Um referendo à presidência de Trump
Tamanho do texto Aa Aa

As eleições intercalares nos Estados Unidos estão a ser vistas como um referendo à presidência de Donald Trump. Republicanos e democratas lutam pelo controlo das duas Câmaras do Congresso.

Trump enfrenta a antipatia dos jovens, das minorias e dos eleitores brancos com formação universitária, sobretudo mulheres."Penso que teria votado mesmo que Trump não fosse o presidente, mas acho que o atual clima político estimula mais pessoas a virem votar", afirma Jerry Lin, eleitora da Virgínia.

"Se as pessoas não forem votar, depois serão vítimas da sua falta de ação. Portanto, se as pessoas não forem votar e não mudarem as coisas, estão destinadas a viver com o terror para os próximos dois anos", disse Nancy Sverdlik, eleitora de Nova Iorque.

Mas Trump tem bastantes apoiantes das igrejas evangélicas, das áreas rurais e entre os eleitores brancos sem formação superior, incluindo mulheres.

"O cerne da mensagem do presidente tem sido avisar o povo americano que as coisas podem piorar se ele perder uma das suas maiorias no Congresso, em vez de falar do que alguns representantes republicanos querem: cortes nos impostos e a força da economia", frisou o correspondente da NBC, Hans Nicholls.

Sejam quais forem os resultados, os analistas dizem que estas eleições intercalares vão ser históricas.