Última hora

Última hora

Rússia não espera mudanças nas relações com Washington

Donald Trump e Vladimir Putin na Finlândia em julho deste ano
Donald Trump e Vladimir Putin na Finlândia em julho deste ano -
Direitos de autor
REUTERS/Leonhard Foeger/Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois das eleições intercalares nos Estados Unidos, a Rússia não espera uma mudança radical nas relações com Washington.

A Euronews falou com Sergey Karaganow, antigo consultor de Vladimir Putin.

_"As relações da Rússia com os Estados Unidos são bastante hostis e a escolha não foi nossa. Washington escolheu, por razões internas, travar uma guerra fria a que se juntaram os aliados europeus. Estamos à espera e não perdemos o nosso sentido de humor. Mas parece menos engraçado do que deveria ter sido porque os Estados Unidos são um país poderoso, administrado, pelo que parece, por elites combatentes e irresponsáveis". _

Com o controlo da Câmara dos Representantes, os democratas podem promover inquéritos parlamentares sobre os temas mais polémicos da administração Trump, como a eventual interferência russa nas eleições de 2016.

O chefe do gabinete de relações externas da câmara alta do parlamento russo disse que depois destas eleições os Estados Unidos “vão estar muito ocupados” a resolver problemas internos.

Constantin Kosachev espera que o governo norte-americano tenha agora menos tempo para investir “numa política externa agressiva".