Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ucrânia teme invasão por parte da Rússia

Ucrânia teme invasão por parte da Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Continua a aumentar a tensão entre Kiev e Moscovo. A Ucrânia está a proibir a entrada de russos do sexo masculino, entre os 16 e os 60 anos, desde esta sexta-feira, no país. Já a Rússia garante que não tem planos para tomar medida idêntica no dia em que surge a informação de que os ucranianos detidos, no domingo, terão sido levados para uma prisão em Moscovo, cidade onde vão ser julgados.

A situação degrada-se depois de um primeiro confronto, no domingo, com navios russos a dispararem contra navios ucranianos e a apreenderem embarcações de Kiev no mar de Azov. Na sequência deste incidente, pelo qual ambos os países se desresponsabilizam, a Ucrânia impôs a lei marcial alegando temer que a Rússia esteja a planear uma invasão, em larga escala, ao país. Kiev está ainda a considerar se e como responde ao incidente.

Já a Rússia enviou, na quinta-feira, uma divisão do sistema de defesa aérea C-400 para a Crimeia, que está pronta a intervir.

Quinta-feira o rublo desvalorizou depois do presidente dos EUA, Donald Trump, ter cancelado um encontro com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, na Argentina, à margem da cimeira do G20, devido à tensão com a Ucrânia. Temem-se novas sanções a ser impostas à Rússia.