Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Príncipe saudita "ordenou o assassinato" de Khashoggi

Príncipe saudita "ordenou o assassinato" de Khashoggi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"O príncipe saudita é responsável pelo assassinato de Khashoggi". A acusação é feita pelos senadores norte-americanos.

Após uma reunião com a diretora da CIA, Gina Haspel, republicanos e democratas disseram que estão convencidos que o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman esteve envolvido na morte do jornalista saudita.

Os senadores fazem acusações fortes e dizem que querem punir a Arábia Saudita, mas não sabem como.

"Não tenho dúvidas de que MBS (Mohammed bin Salman) ordenou o assassinato, monitorizou o assassinato, soube exatamente o que se estava passar, planeou com antecedência. Se estivesse perante um júri, seria condenado em 30 minutos, culpado. A questão é o que fazemos sobre isso?," afirmou o senador republicano Bob Corker.

"Eles esquartejaram o Sr. Khashoggi como um animal. Nós temos de condenar isso nos termos mais fortes possíveis. Só quero descobrir uma maneira de fazer isso sem fazer explodir o Médio Oriente," declarou o senador republicano John Kennedy.

Os senadores tentam pressionar a administração Trump a condenar o príncipe saudita que se tornou um dos aliados mais fortes do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Acredita-se que Khashoggi foi assassinado após entrar no consulado saudita em Istambul, em outubro.

Os sauditas acusaram 11 pessoas e negam o envolvimento do príncipe.