Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Atleta paraolímpico torna-se refugiado no Brasil

Atleta paraolímpico torna-se refugiado no Brasil
Tamanho do texto Aa Aa

Tamiru Demisse, o atleta etíope, que venceu a medalha de prata nos 1500 metros, nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro, vive agora como refugiado no Brasil.

Demisse recusou-se a regressar à Etiópia, em 2016, em protesto contra violações dos Direitos Humanos, alegadamente, ocorridas no país.

A viver num refúgio para os sem-abrigo, o atleta denuncia a situação precária em que vive.

"Por causa disto, por causa do protesto, perdi a minha medalha, perdi o meu recorde mundial... Perdi a minha vida", refere.

Tamiru Demisse acredita que não pode regressar à Etiópia pois corre o risco de ser assassinado.

O atleta espera, agora, conseguir a cidadania brasileira para poder voltar a competir. Demisse sonha em ganhar duas medalhas de ouro nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio, em 2020, envergando as cores verde a amarela.