Última hora

Última hora

O "mea culpa" de Emmanuel Macron

O "mea culpa" de Emmanuel Macron
Tamanho do texto Aa Aa

Numa comunicação aos franceses, através da televisão, o presidente Emmanuel Macron lamentou não ter sido capaz de pôr fim ao mal-estar que se instalou em França nos últimos 40 anos.

As manifestações dos "Coletes Amarelos" levaram o chefe de Estado a mudar de discurso, por um lado, a manter alguma firmeza por outro. Macron fez promessas várias aos franceses mas garantiu também que não haverá impostos sobre a riqueza, porque diz que isso não ajuda ao crescimento do país, ainda assim garantiu que a luta contra a evasão fiscal será feroz.

Aos franceses prometeu um aumento de 100 euros no salário mínimo, já a partir de 2019. Disse ainda que proporá às empresas que criem um prémio de fim de ano aos funcionários. Prometeu ainda que as horas extraordinárias deixarão de ser taxadas.

Prometeu uma reforma profunda do Estado com regras mais justas, mais claras.