A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Autoridades francesas classificam ataque de Estrasburgo como terrorismo

Autoridades francesas classificam ataque de Estrasburgo como terrorismo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"O terrorismo atacou uma vez mais o nosso território." A frase foi proferida pelo Procurador da República Francês, Rémy Heitz, na sequência do ataque de terça-feira à noite no Mercado de Natal de Estrasburgo. O último balanço dá conta de dois mortos confirmados e uma terceira vítima em morte cerebral, assim como de doze feridos, seis dos quais em estado grave.

O suspeito usou uma arma de fogo e uma arma branca durante o ataque, tendo-se colocado em fuga após uma troca de tiros com as forças militares presentes no local. O seu paradeiro ainda é desconhecido.

De acordo com Rémy Heitz, "estão em curso várias investigações para localizar o fugitivo. Esta noite foram também realizadas buscas nos locais que o suspeito costuma frequentar. Tendo em conta a situação e tudo o que está em jogo, não me é possível fazer uma descrição pormenorizada. Posso no entanto informar que quatro pessoas próximas do suspeito foram detidas esta noite".

O procurador acrescentou que "o suspeito já esteve preso em várias ocasiões e era conhecido das autoridades prisionais pela sua radicalização e proselitismo. Era também conhecido pela Direção Geral de Segurança e classificado como "ficheiro S" pela ameaça ao Estado. Era por isso acompanhado de perto".