Última hora

Autoridades francesas classificam ataque de Estrasburgo como terrorismo

Autoridades francesas classificam ataque de Estrasburgo como terrorismo
Tamanho do texto Aa Aa

"O terrorismo atacou uma vez mais o nosso território." A frase foi proferida pelo Procurador da República Francês, Rémy Heitz, na sequência do ataque de terça-feira à noite no Mercado de Natal de Estrasburgo. O último balanço dá conta de dois mortos confirmados e uma terceira vítima em morte cerebral, assim como de doze feridos, seis dos quais em estado grave.

O suspeito usou uma arma de fogo e uma arma branca durante o ataque, tendo-se colocado em fuga após uma troca de tiros com as forças militares presentes no local. O seu paradeiro ainda é desconhecido.

De acordo com Rémy Heitz, "estão em curso várias investigações para localizar o fugitivo. Esta noite foram também realizadas buscas nos locais que o suspeito costuma frequentar. Tendo em conta a situação e tudo o que está em jogo, não me é possível fazer uma descrição pormenorizada. Posso no entanto informar que quatro pessoas próximas do suspeito foram detidas esta noite".

O procurador acrescentou que "o suspeito já esteve preso em várias ocasiões e era conhecido das autoridades prisionais pela sua radicalização e proselitismo. Era também conhecido pela Direção Geral de Segurança e classificado como "ficheiro S" pela ameaça ao Estado. Era por isso acompanhado de perto".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.