Última hora

Última hora

Ataque de Estrasburgo fez mais uma vítima mortal

Ataque de Estrasburgo fez mais uma vítima mortal
Tamanho do texto Aa Aa

Os habitantes de Estrasburgo unem-se face ao ataque de terça-feira no famoso mercado de Natal da cidade, que voltou a içar o espectro do terrorismo em França.

As mensagens de homenagem e solidariedade multiplicam-se, no país e além fronteiras, ao mesmo tempo que se eleva o balanço da tragédia: três mortos e 13 feridos, um dos quais se encontra em estado de morte cerebral.

Mais de 700 membros das forças de segurança francesas participam ativamente na busca a Cherif Chekatt, indivíduo de 29 anos identificado como o suposto autor do ataque. As autoridades lançaram um apelo a testemunhas e, sem saberem se Chekatt continua ainda no país, colaboram nomeadamente com a Alemanha e a Suíça, que decidiu também reforçar esta quinta-feira a fronteira.

O suposto atirador tem um longo passado judicial: para além de estar inscrito nos "ficheiros S" franceses, que regrupam indivíduos passíveis de radicalização, conta com 67 antecedentes, incluíndo 27 condenações em França, na Alemanha e na Suíça por delitos do direito comum.