EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Investigações em Estrasburgo entram numa nova fase

Investigações em Estrasburgo entram numa nova fase
Direitos de autor REUTERS
Direitos de autor REUTERS
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Procurador de Paris, Rémi Heitz, ofereceu a versão oficial dos acontecimentos que na quinta-feira é noite culminaram na morte do principal suspeito do ataque no mercado de Natal de Estrasburgo.

PUBLICIDADE

Um agradecimento às forças da ordem. O principal suspeito do ataque no mercado de natal de Estrasburgo foi neutralizado.

Foi o culminar de 48 horas de caça ao homem. Cherif Checkat foi abatido à porta de um edifício do centro de Estrasburgo por volta das nove da noite desta quinta-feira depois de ter sido surpreendido por uma patrulha.

Chekat, indivíduo de origem marroquina, com 29 anos, quis regressar ao interior do edifício, mas teve dificuldades e de acordo com o Procurador de Paris, Rémi Heitz, começou a atirar sobre a patrulha que respondeu e o abateu.

O inquérito entra agora noutra fase. "A investigação avança agora no sentido de conseguir identificar os cúmplices e coautores que o terão ajudado ou encorajado na preparação deste atentado. Vamos agora concentrar as investigações na reconstrução das últimas 48 horas para determinarmos se ele teve alguma ajuda na sua fuga", explicou o Procurador, que adiantou ainda que o terrorista estava na posse de um velho revólver com cinco munições e tinha duas armas brancas.

Três pessoas morreram e 13 ficaram feridas no atentado de terça-feira. O autoproclamado Estado Islâmico clamou a autoria do atentado, uma reivindicação considerada oportunista pelo ministro do Interior, Christophe Castaner.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estrasburgo reabre mercado de Natal após morte do suspeito do tiroteio