Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sucesso japonês no World Masters de Guangzhou

Sucesso japonês no World Masters de Guangzhou
Tamanho do texto Aa Aa

O último dia do World Judo Masters, na cidade chinesa de Guangzhou (Cantão), ficou marcado pelo triunfo da jovem japonesa Akira Sone, de apenas 18 anos, que se tornou na mulher da jornada.

Passo a passo fez o percurso rumo a final, derrotando pelo caminho a bósnia Larisa Cerić na ronda prévia.

No confronto final mediu forças com a campeã olímpica e duas vezes campeã do mundo, Idalys Ortíz, de Cuba. Conseguiu uma excelente vitória tática frente à judoca cubana na categoria de +78kg.

"A Idalys Ortíz é uma judoca muito tática. Por isso sabia que não podia cair nas armadilhas dela. Tentei estar sempre um passo à frente", revelou Akira Sone no final.

O homem do dia foi o campeão mundial Guram Tushishvili, da Geórgia. A técnica de eleição foi o "Ō-soto-gari", libertando-se do austríaco Stephan Hegyi e de Iurii Krakovetskii, do Quirguistão. Na final encontrou-se com o paulista Rafael Silva, titular de dois bronzes olímpicos.

Tushishvili foi rápido e desfez-se do brasileiro, fazendo uma transição para garantir um "Osaekomi" e defender com sucesso o título World Masters.

Na preparação para a final de -90kg foi evidente a amizade entre o campeão do mundo Nikoloz Sherazadishvili e o húngaro Krisztián Tóth. Um contra-ataque inteligente do espanhol originário da Geórgia seguido de uma técnica de queda brilhante permitiram selar a vitória. Num sinal de respeito renunciou celebrar a vitória e confortou o amigo-rival derrotado.

Os dois lutadores demonstraram ser grandes embaixadores deste desporto com um judo emocionante e explosivo, com disciplina e humildade.

O Japão, uma potência do judo sempre presente, juntou outras três medalhas de ouro a mais uma para somar quatro na jornada deste domingo.

Uma técnica de sacrifício de Sasaki Takeshi deitou por terra as ambições do russo Aslan Lappinagov, que teve de se contentar com a segunda medalha de prata consecutiva nos Masters.

A japonesa Saki Niizoe superou a experiência da lenda colombiana, três vezes campeã do mundo, Yuri Alvear.

E uma rotação tecnicamente brilhante da antiga campeã do mundo japonesa Mami Umeki permitiu-lhe bater a compatriota Ruika Sato na luta pelo ouro na categoria de -78kg. A nação do judo no topo da tabela de medalhas.

O golpe do dia foi da responsabilidade do herói local, Shaotong Yuan, da China, com um incrível "Ura-Nage" contra o coreano Sungmin Kim que fez vibrar o estádio.