Última hora

Última hora

"Coletes Amarelos": semana crucial para o governo

"Coletes Amarelos": semana crucial para o governo
Tamanho do texto Aa Aa

Semana crucial para o governo francês face aos "coletes amarelos": esta quarta-feira haverá um conselho de ministros seguido de um voto no Parlamento das medidas anunciadas pelo presidente Emmanuel Macron para apaziguar a contestação.

Em entrevista ao jornal Les Echos, o primeiro-ministro Edouard Philippe prometeu "acelerar as medidas que permitirão distribuir o poder de compra".

Entre os principais anúncios feitos, está o aumento de 100 euros no ordenado mínimo francês.

O chefe do governo causou alguma surpresa ao declarar-se aberto à ideia, embora com condições, do Referendo de Iniciativa Cidadã, uma das principais reivindicações dos "coletes amarelos", que defendem consultas populares sobre todas as questões - políticas, sociais e legislativas - à semelhança do que é feito na Suíça.

O movimento de protesto perdeu algum vigor ao entrar na quinta semana consecutiva mas, para além do peso nos cofres do Estado, terá já custado dois mil milhões de euros em perdas no setor do comércio em plena época natalícia, segundo o Conselho Nacional dos Centros Comerciais (CNCC).