A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Violência antissemita tem de terminar"

"Violência antissemita tem de terminar"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O que começou por ser um protesto pacífico, tornou-se num protesto marcado por violência.

As autoridades francesas alertam para as "descontroladas manifestações" dos coletes amarelos e querem dar um fim à violencia nas ruas.

O primeiro-ministro Edouard Philipp depois de uma reunião com as autoridades policiais pediu novamente "calma".

"Este debate serviu para que o funcionamento das nossas instituições retornem à ordem e isso implica que estas provocações, afirmações, que às vezes são antissemitas, essa violência, esse desejo de causar estragos e atacar deliberadamente a polícia tenha de acabar.", disse o primeiro-ministro.

Vários policias dizem ter sido atacados com pedras maiores do que as próprias mãos.

O protesto contra o aumento dos combustíveis prolonga-se há semanas. Os atos de vandalismo e de violência estão a ser investigados, num país onde a relação com o governo não parece melhorar .