A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Manifestações em França contra ataques antissemitas

Manifestações em França contra ataques antissemitas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"Basta!", gritou Paris, esta terça-feira, quando dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas para se manifestarem contra os recentes ataques antissemitas em França.

O protesto reuniu líderes de todos os partidos, à exceção de de Marine Le pen, que não foi convidada.

Emmanuel Macron também esteve ausente mas não sem antes visitar um cemitério judeu, onde 90 campas foram vandalizadas com desenhos de suásticas.

Algumas das ofensas registadas nos últimos dias vieram de "coletes amarelos", que marcaram a amnifestação contra o governocom discurso de ódio.

França acolhe cerca de 550 mil judeus, a maior comunidade, depois de Israel e os Estados Unidos. Em 2018, houve mais de 500 ataques antissemitas no país, um aumento de 74% quando comparado a 2017.