Última hora

Última hora

Governo sublinha segurança apesar da agressão a António Simões

Governo de Cabo Verde garante baixos riscos de inseguranaça no país
@ Copyright :
António Cotrim/ Lusa/ Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo de Cabo Verde afirma que a segurança está garantida no arquipélago e que "são baixos os riscos para a integridade física de quaisquer cidadãos que vivam ou queiram visitar" o país.

A garantia surge em reação ao mediático ataque sofrido no sábado â tarde, na Cidade da Praia, na ilha de Santiago, pelo antigo futebolista do Benfica António Simões.

A glória do emblema da Luz e um dos famosos "magriços" do Mundial de 66 foi agredido e assaltado, tendo sofrido algumas lesões, incluindo uma perna deslocada, revelou ao jornal digital local ASemana "Lumumba", como é conhecido o presidente da Casa do Benfica da Praia.

O executivo cabo-verdiano exprimiu pela rede social Facebook "a sua viva condenação em relação ao sucedido e manifesta à sua pessoa - prestigiada, próxima e amiga de Cabo Verde - a sua maior solidariedade, reafirmando-lhe a inteira disponibilidade do Governo em continuar a prestar-lhe todo o apoio e assistência que forem necessários."

O Governo informou ainda que "as instituições da Polícia Nacional identificaram com prontidão os dois indivíduos que cometeram este crime, que os mesmos se encontram detidos e serão encaminhados para o competente processo de responsabilização criminal."

"Ciente da gravidade de qualquer atentado à integridade física ou moral de quem quer que seja, o Governo reconhece que esta ocorrência acarreta também algum sentimento de insegurança, sendo certo que este caso, apesar de mediático em função da popularidade do Sr. António Simões, não traduz a realidade do nível de criminalidade que ainda afeta o país", é garantido no comunicado.

O executivo cabo-verdiano acrescenta que "as medidas de política, que se vão concretizando em reformas e investimentos importantes para o Sector da Segurança, têm resultado numa drástica e sustentada diminuição das ocorrências criminais", concluindo: "a situação atual é radicalmente diferente do quadro vigente ainda há pouco tempo, principalmente na Cidade da Praia."

"Neste quadro, o Governo manifesta a sua determinação, confiança e certeza na continuidade do melhoramento dos níveis de segurança no País considerando responsavelmente que são baixos os riscos para a integridade física de quaisquer cidadãos que vivam ou queiram visitar Cabo Verde", conclui o comunicado.

Em relação ao assalto e agressão perpetrados contra o cidadão de nacionalidade portuguesa, antigo jogador do Sport...

Publiée par Governo de Cabo Verde sur Dimanche 30 décembre 2018

Benfica deseja rápidas melhoras

O Benfica também já reagiu, entretanto, ao ataque sofrido por uma das suas maiores lendas futebolísticas.

Numa nota à comunicação social, divulgada domingo, o clube assume-se também como porta-voz de "toda a família benfiquista" junto de António Simões.

"O Sport Lisboa e Benfica e toda a Família Benfiquista desejam as rápidas melhoras à nossa glória António Simões, vítima de um lamentável assalto neste sábado na cidade da Praia, em Cabo Verde. Estamos certos de que com a sua têmpera e garra rapidamente se restabelecerá. Força, Simões!", lê-se num comunicado publicado apenas na página oficial do Benfica.

INFORMAÇÃO 05/2018 - SEM PERDÃO! A Direcção da Casa do Benfica na cidade da Praia (CBCP) informa todos os sócios e...

Publiée par Casa do Benfica na cidade da Praia sur Dimanche 30 décembre 2018

A Casa do Benfica na cidade da Praia, cujo presidente acompanhou de perto António Simões após o ataque, também emitiu um comunicado, enaltecendo "a rápida intervenção das autoridades cabo-verdianas" e revelando que o antigo futebolista do Benfica conseguiu "recuperar os seus pertences."

"Infelizmente, este não é um caso isolado na Capital de Cabo Verde, onde actos de violência continuam a acontecer apesar dos visíveis esforços das Autoridades. Ontem [sábado] foi ao António Simões, glória do Benfica, que se preparava para passar mais um fim-de-ano, a convite do seu amigo pessoal, António Macedo, mais conhecido por “Príncipe”, no Espaço Musical Gamboa", contou a filial cabo-verdiana do Benfica.

O comunicado assinado pela direção da Casa do Benfica da cidade da Praia considera "uma vergonha" o sucedido com António Simões, uma "figura pública internacional."

"Esperamos, atentamente, pela condenação deste cobarde, que ataca e maltrata idosos! Sem perdão! É o que pedimos às autoridades, em nome de todos que se preocupam com a cidadania, segurança e 'morabeza' de Cabo Verde. Nós não somos isto, Cabo Verde não é isto!", salienta.

Sobre o sucedido ao "magriço", a Casa do Benfica da cidade da Praia conta que o antigo jogador sofreu "uma deslocação da perna e foi de imediato assistido no Hospital Agostinho Neto, tendo sido diagnosticada a sua evacuação para Portugal para tratamento médico". "Simões encontra-se bem, mas consternado com toda a situação", garante a filial, desejando a Simões que "o ano de 2019 seja melhor que este triste final de 2018."