Última hora

Última hora

Malta fecha porto a navio com 49 migrantes

Malta fecha porto a navio com 49 migrantes
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Malta resgataram 180 migrantes no mar mediterrâneo esta segunda-feira, um dia depois de, numa outra operação, resgatarem 69 pessoas.

O que parecia ser o fim do pesadelo para alguns migrantes, não foi. Um navio com 49 refugiados continua bloqueado, à espera que Malta ou Itália abram os portos.

Ambos os países estão a recusar a entrada de mais gente.

O chefe de missão do navio operado pela ONG alemã, Jan Ribbeck, diz que as autoridades maltesas não deram nenhuma justificação para fecharem o porto.

"Normalmente, um navio com pessoas resgatadas de uma emergência teria o direito de ser admitido num porto em segurança, e, até agora, não conseguimos explicar por que razão as autoridades maltesas nos negaram esse direito.", admitiu Jan Ribbeck.

Reuters

Malta fechou o porto mas Itália, o país pioneiro do encerramento de portos aos migrantes, como medida de protesto à União Europeia, continua a ser o país que mais refugiados acolhe desde o início da crise.

De acordo com o governo italiano, só este ano entraram no país 13 mil pessoas, número bem menor em comparação com os dos anos anteriores.