Última hora
This content is not available in your region

Sonda chinesa pousa no lado oculto da lua

euronews_icons_loading
Sonda chinesa pousa no lado oculto da lua
Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, uma sonda aterrou no lado oculto da Lua. O aparelho da agência espacial chinesa pousou no satélite natural da Terra, esta quinta-feira, por volta das 15h30, hora de Lisboa. A sonda vai estudar a composição da parte da lua que nunca se vê da terra.

"Nunca se tinha estado no lado oculto da lua. É diferente do lado que vemos, do ponto de vista dos minerais e das outras características. A radiação é diferente. Há também uma experiência curiosa. A sonda leva a bordo sementes de batata e ovos de bichos-da-seda, dentro de um recipiente num ambiente controlado para ver se começam a germinar de modo a criar um habitat no interior do recipiente", contou o especialista em temas do Espaço da euronews, Jeremy Wilks.

"No futuro estão previstas missões para trazer amostras e está planeada uma missão para enviar homens e mulheres para a superfície da lua e construir uma base para fazer investigação científica", acrescentou Jeremy Wilks.

A missão demonstra a crescente ambição da China no espaço. Pequim pretende recolher amostras do solo lunar em 2020, algo que já não acontece desde as missões apolo das décadas de 60 e 70.