EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

México pede aos EUA inquérito sobre incidente com migrantes

México pede aos EUA inquérito sobre incidente com migrantes
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Todos os dias, chegam à fronteira que separa o México dos Estados Unidos pessoas dos vários países da América Central e do Sul.

PUBLICIDADE

O México pediu, formalmente, aos Estados Unidos a realização de um inquérito para esclarecer os incidentes com migrantes ocorridos na passagem do ano.

A 1 de janeiro de 2019, agentes norte-americanos lançaram gás lacrimogéneo em território mexicano, perto da fronteira de Tijuana, para impedir a passagem de 150 pessoas.

Todos os dias chegam à fronteira que separa o México dos Estados Unidos pessoas dos vários países da América Central e do Sul. Uma cidadã das Honduras garante que nada pode deter um imigrante.

"O Trump pode fechar o que quiser porque isso não dará em nada. A situação é a mesma para todos os migrantes. Ninguém pode parar-nos. Se fecham a fronteira, vamos tentar entrar de outra forma", afirmou Rosa Castillo, migrante das Honduras.

"Não há barreira. Pode ver que o muro tem apenas alguns quilómetros e depois para apruptamente aqui", disse James Cordero, diretor da organização humanitária Border Angels.

Desde que foi eleito, Donald Trump tem defendido uma atitude mais dura em relação à imigração ilegal e pretende construir um muro na fronteira com o México.

A guarda norte-americana tem sido criticada por separar os filhos dos pais que tentam atravessar a fronteira. Recentemente, duas crianças morreram quando se encontravam sob custódia da guarda fronteiriça dos EUA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ativistas recolhem queixas de migrantes na fronteira com os EUA

Diretor-geral da IOM critica instrumentalização política da migração

Trump nega direito de asilo a imigrantes irregulares