Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Theresa May garante votação do Brexit

Theresa May garante votação do Brexit
Tamanho do texto Aa Aa

O acordo para o Brexit está prestes a conhecer finalmente o momento decisivo.

A primeira-ministra britânica garante que a votação vai mesmo acontecer e cabe agora aos deputados aprovar ou não o documento para a saída do Reino Unido da União Europeia. A decisão está agendada para o meio do mês.

Em entrevista à BBC, Theresa May garantiu que o sufrágio vai realizar-se após uma semana de debate parlamentar. Serão poucos dias para convencer trabalhistas e conservadores das vantagens de aprovar o acordo alcançado com o bloco comunitário.

Se, por um lado, os deputados temem a incerteza que se perspetiva ao não aprovarem o documento, por outro, o documento parece não satisfazer as ambições da maioria.

De acordo com um inquérito realizado pela campanha anti-Brexit People's Vote, apenas 22 porcento dos eleitores afirmam querer ver o acordo de May implementado, face aos 53 porcento que desejam um segundo referendo.

A saída do Reino Unido da União Europeia está marcada para 29 de março, mas poucos parecem acreditar num divórcio amigável, que é como quem diz numa aprovação do acordo entre as duas partes.

Theresa May já admitiu tratar-se de um "território desconhecido", quando questionada sobre o futuro dos britânicos num cenário de não-acordo.