Última hora
This content is not available in your region

França homenageia vítimas do ataque ao Charlie Hebdo

euronews_icons_loading
França homenageia vítimas do ataque ao Charlie Hebdo
Tamanho do texto Aa Aa

França prestou, esta segunda-feira, homenagem às 11 vítimas mortais do atentado terrorista ao jornal satírico Charlie Hebdo, no dia sete de janeiro de 2015, em Paris.

Jornalistas, cartoonistas, líderes religiosos e políticos marcaram presença, esta manhã, na capital francesa.

As cerimónias foram lideradas pela presidente da Câmara Municipal de Paris, Ana Hidalgo, e pelo ministro francês do Interior, Christophe Castaner, que, no Twitter, publicou a lista com os nomes das 11 vítimas.

Há quatro anos, os irmãos Saïd e Cherif Kouachi entraram na redação do Charlie Hebdo, armados com metralhadores e dispararam, enquanto gritavam "Allahu Akbar" - Alá é grande.

Este foi o primeiro de uma série de atentados em França. Desde então, o país mantém-se em alerta máximo para violência terrorista.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.