Última hora

Última hora

Bar temático em Paris suscita controvérsia

Bar temático em Paris suscita controvérsia
Tamanho do texto Aa Aa

Por fora parece um restaurante de "tacos" mas no interior trata-se de um bar com uma diferença.

"Não se trata vitimização, trata-se de recordar às pessoas quem é o carrasco e quem são as vítimas"

Angélica Toro Ativista do grupo "Stop Medellin"

Aqui os empregados envergam coletes à prova de bala e as bebidas têm nomes de traficantes de cocaína famosos na parede um retrato do mais famoso traficante de cocaína de todos os tempos, o colombiano Pablo Escobar. E tudo isto a pouca distância da Avenida dos Campos Elísios no centro da capital francesa.

Chama-se "Medellin" e abriu portas em novembro passado. No entanto, o tema do bar suscita controvérsia. Para muitos colombianos residentes em Paris, a memória de Escobar ainda evoca medo e terror.

"Nasci em Medellin nos anos 80, por isso sou daquelas pessoas que viveram os anos Escobar na pele, esse capítulo negro da nossa história. Não se trata vitimização, trata-se de recordar às pessoas quem é o carrasco e quem são as vítimas" afirma Angélica Toro, psicóloga colombiana de 36 anos de idade e ativista do grupo "Stop Medellin".

Escobar foi morto pela polícia no dia 2 de dezembro de 1993 aos 44 anos. Dados oficiais sugerem que entre 1983 e 1994 a violência relacionada com as drogas teria morto mais de 46 mil pessoas na Colômbia.