Última hora

Última hora

Stefan Löfven reconduzido como primeiro-ministro da Suécia

Stefan Löfven reconduzido como primeiro-ministro da Suécia
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de umas eleições inconclusivas e de quatro meses de impasse, o Parlamento sueco reconduziu Stefan Löfven para um segundo mandato como primeiro-ministro. Um governo minoritário que é possível graças a um acordo com os Verdes, e os apoio dos Liberais e dos Centristas, para impedir que os democratas suecos anti-imigração assumissem o poder.

O social-democrata ocupava o cargo desde setembro, mas interinamente, depois da aprovação de uma moção de censura contra o seu executivo.

Não foi fácil pôr fim à complicada situação que o país vivia, a maioria dos deputados - 153 contra 115 - voltou a votar contra mas as 77 abstenções permitiram, e em concordância com a lei sueca, ser eleito já que conseguiu não ter a maioria parlamentar contra si.

Foi a terceira votação desde as eleições Legislativas de setembro, em que o bloco de esquerda de Löfven, cujo partido foi o mais votado, conquistou 144 cadeiras contra 143 da Aliança e 62 da extrema-direita.