A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Impasse político na Suécia tem os dias contados

Impasse político na Suécia tem os dias contados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Fim à vista para o impasse político na Suécia. Quatro partidos políticos incluindo os partidos liberal e do centro teriam alcançado um acordo que poderá permitir ao primeiro-ministro social democrata Stefan Lofven um segundo mandato à frente do país.

"Não é esta a solução que queríamos mas é a melhor possível no contexto de uma situação difícil"

Annie Lööf Secretária-geral, Partido do Centro

O acordo terá ainda que ser submetido à aprovação das lideranças de todos os partidos.

Na origem do impasse estão as eleições realizadas em setembro e que resultaram num parlamento suspenso.

"Temos agora um acordo de princípio e isso é importante para a Suécia. Não é esta a solução que queríamos. Mas é a melhor possível no contexto de uma situação difícil" disse Annie Lööf, secretária-geral do Partido do Centro.

Até ao momento, não foi possível formar governo sem o apoio do partido anti-imigração Democratas Suecos, partido com raízes no movimento radical de supremacistas brancos.

Desde as eleições que a matemática política se complicou na medida em que todos os partidos prometeram que não iriam trabalhar com o partido anti-imigração.