EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Milhares de polacos dizem adeus ao autarca assassinado

Milhares de polacos dizem adeus ao autarca assassinado
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de pessoas acompanharam a homenagem final ao presidente da câmara de Gdansk, Pawel Adamowicz, esfaqueado num espetáculo de solidariedade.

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas acompanharam a homenagem final ao presidente da câmara de Gdansk esfaqueado num espetáculo de solidariedade.

Profundamente comovidos, muitos polacos reuniram-se na basílica de Gdansk, sábado, para se despedirem de Pawel Adamowicz.

Várias personalidades, incluindo os ex-presidentes Lech Walesa e Aleksander Kwasniewski, estiveram na cerimónia e ouviram as palavras de despedida da esposa de Pawel Adamowicz.

"Você começou a construir pontes para parar a onda de ódio. Meus queridos, os vossos pensamentos dão-nos força e essa força é indispensável para nós, agora, porque tempos difíceis estão a chegar," afirmou a viúva de Pawel Adamowicz, magdalena Adamowicz.

Écrans gigantes foram montados em diferentes pontos da cidade para acompanhar a cerimónia. Fotos do autarca foram colocadas em várias lojas, cafés e restaurantes.

"Estamos de luto e estamos muito tristes. Não consigo concentrar-me no trabalho e nas minhas obrigações diárias, é como se um membro da família nos deixasse," revelou um habitante de Gdansk.

"Espero que esta morte ajude a remover ou, pelo menos, limitar a linguagem do ódio. Mas é triste que tenhamos que esperar por uma tragédia para nos unirmos,"declarou uma residente de Gdansk.

As cinzas de Pawel Adamowicz foram enterradas na Basílica de St. Mary.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia: Explosão em fábrica de armamento provoca 1 morto

Donald Tusk em campanha para as europeias reúne milhares de apoiantes em Varsóvia

Divisão entre direita e centro-direita na Polónia pode dificultar coligação conservadora na UE