A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Boston celebra nova noite de glória de Tom Brady a caminho do Superbowl

Boston celebra nova noite de glória de Tom Brady a caminho do Superbowl
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os New England Patriots apuraram-se pela terceira época consecutiva para o "Super Bowl", a final da Liga de Futebol Americano (NFL).

Com o "quarentão" e pentacampeão Tom Brady, uma vez mais, em grande destaque, a equipa de Boston venceu os Kansas City Chiefs, por 37-31, na final da Conferência Americana (AFC), uma das duas conferências cujo campeão dão corpo à final nacional.

O "Super Bowl LIII" (53.°) encerra a temporada a 03 de fevereiro, em Atlanta, na Georgia, com a reedição do duelo de 2002 entre os Patriots e os Rams, que à altura estavam sediados em St. Louis e agora estão em Los Angeles.

A final nacional de há 17 anos foi também o primeiro "Super Bowl" da carreira de Brady, o que cria ainda mais expectativa para o duelo deste ano com os também recém-campeões da Conferência Nacional (NFC), .

Na final da AFC, o "quarterback" deu mostras de não perder força no seu já mítico braço direito e ofereceu ao público de Kansas City lançamentos ao alcance de muito poucos, liderando os New England Patriots rumo ao triunfo.

Os meios de comunicação tinham personalizado o duelo nos "quarterbacks" e na grande diferença de idades: o "patriot" Tom Brady tem 41 anos; o "chief" Jared Goff, 24.

A experiência talentosa voltou a falar mais alto do que a irreverência da juventude, o marido da brasileira Gisele Bündchen mediu melhor os tempos de jogo e os lançamentos, acabando por se assumir como a chave do triunfo dos Patriots e garantir o nono "Super Bowl" da carreira.

Os Patriots conquistaram a AFC pela décima primeira vez, a terceira consecutiva, e vão agora tentar recuperar o título nacional ganho em 2017 diante dos Atlanta Falcons, mas perdido há quase um ano para os Philadelphia Eagles.

Do outro lado do campo, no "Super Bowl LIII", vão estar os LA Rams, que tiveram em Greg Zuerlein o herói da final da NFC.

O "kicker" (rematador), de 31 anos, conseguiu um pontapé decisivo de 57 jardas (52 metros) que valeu o triunfo, já no prolongamento, à equipa californiana diante dos New Orlean Saints, por 26-23.

Para os Rams, este será o quarto "Super Bowl" da história, tendo até à data apenas vencido um, em 1999/2000, na edição XXXIV (34.ª), da final nacional.

Ver esta publicação no Instagram

W

Uma publicação partilhada por Tom Brady (@tombrady) a