Última hora

Última hora

Um festival de música "fresquinha"

Um festival de música "fresquinha"
Tamanho do texto Aa Aa

Este é um festival de música onde convém levar um agasalho. No glaciar de Presena, em Pontedilegno Tonale, no norte de Itália, há um teatro com 200 lugares, todo construído em gelo, a 2600 metros de altitude. É aqui que acontece o festival Ice Music -Concertos no Paraíso, criado pelo norte-americano Tim Linhart. Além do teatro, também os os próprios instrumentos são feitos de gelo.

"Para fazer os instrumentos, faço várias camadas, para cada uma pego num pedaço de plástico que encho com neve e água, dou-lhe a forma do instrumento que quero e deixo congelar durante a noite", explica Linhart.

Tim Linhart define o som dos instrumentos que fabrica como "puro, transparente e definido. Um som cristalino". Para os músicos, tocá-los é um desafio: "Os instrumentos de gelo são muito diferentes. São muito frágeis, quando os estão a fabricar, podem partir-se em mil pedaços. Mas são também instrumentos muito fortes, porque a emoção que sentimos quando os ouvimos tocar é muito poderosa", diz Nicola Segatta, violoncelista e aluno de Linhart.

Uma emoção que se entende melhor quando vista ao vivo e essa é uma oportunidade que, pelo menos este ano, só dura enquanto durar o inverno, ou seja, até ao final de março.