Número de mortos em Brumadinho sobe para 115

Número de mortos em Brumadinho sobe para 115
Direitos de autor REUTERS/Adriano Machado
Direitos de autor REUTERS/Adriano Machado
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades brasileira admitem que é pouco provável encontrar sobreviventes

PUBLICIDADE

Uma torrente imparável de lama. As imagens foram captadas por uma câmara de videovigilância colocada no topo de um guindaste e mostram bem a tragédia que atingiu a mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, no dia 25 de janeiro.

As autoridades têm trabalhado sem descanso em busca de sobreviventes mas já pouco mais há a fazer a não ser lançar pétalas para homenagear quem perdeu a vida. Os últimos números da Defesa Civil de Minas Gerais apontam para 115 vítimas mortais e 248 desaparecidos.

Os bombeiros não descartam a possibilidade de encontrar ainda sobreviventes mas admitem que a probabilidade é pequena. As equipas de resgate iniciam agora uma segunda fase nos trabalhos, mais lenta e delicada, com base na escavação.

Partilhe esta notíciaComentários