Última hora

Democratas arrasam discurso de Trump no 'Estado da União'

Democratas arrasam discurso de Trump no 'Estado da União'
Tamanho do texto Aa Aa

A resposta dos democratas ao discurso do Estado da União de Donald Trump ficou a cargo de Stacey Abrams. A ex-candidata a governadora para o estado da Georgia não poupou nas críticas e responsabilizou o presidente pela paralisação do governo.

Para a democrata, esta administração tornou os trabalhadores federais em peões de um jogo político. A paralisação foi um golpe planeado pelo presidente dos Estados Unidos, que desafiou todos os princípios de justiça e abandonou não apenas o nosso povo, mas os nossos valores", afirmou.

Considerada uma estrela em ascensão no Partido Democrata, Abrams - escritora e advogada que perdeu em novembro a corrida numa eleição disputadíssima e após várias recontagens - acusou a liderança republicana de esmagar as esperanças das famílias e de ignorar e não entender a vida real.

"Sob a atual administração, muitos americanos que trabalham duro estão a ser esquecidos, vivendo de salário em salário".

Por fim, ao nível da imigração, um dos maiores fossos entre republicanos e democratas, a primeira mulher negra a fazer a resposta a um discurso do Estado da União lamenta que não se trabalhe numa solução bipartidária digna do século XXI.

"Este governo opta por prender crianças e separar famílias", afirmou a representante democrata.

Stacey Abrams, de 45 anos, terminou com um apelo à confiança nos Democratas, já com as eleições de 2020 a pesarem no horizonte. "Com um compromisso renovado com a justiça social e económica, criaremos juntos uma América mais forte".

O Partido Democrata entrou entretanto em pré-campanha, com vários candidatos a posicionarem-se para a corrida à nomeação presidencial.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.