Dominik Paris "voa" para a história do esqui alpino

Italiano foi nove centésimas de segundo mais rápido que a concorrência
Italiano foi nove centésimas de segundo mais rápido que a concorrência -
Direitos de autor
REUTERS/Christian Hartmann
Tamanho do texto Aa Aa

Dominik Paris conquista na Suécia o primeiro grande título da carreira ao vencer o Mundial de "slalom" supergigante (Super-G) de esqui alpino.

O italiano, de 29 anos, mostrou-se agressivo na encosta de Are e bateu, por nove centésimas de segundo, Johan Clarey e Vincent Kriechmayr.

O francês e o austríaco empataram no segundo lugar e ambos receberam a respectiva medalha de prata, numa edição do Mundial marcada pelo adeus de Aksel Lund Svindal.

O norueguês pendura os esquis profissionais esta época e ainda sonha despedir-se como o segundo esquiador a conseguir medalhas de ouro em cinco mundiais diferentes.

Svindal foi 16.° neste Super-G, mas tem ainda mais uma oportunidade aqui em Are, na Suécia, no "downhill" de sábado.

Este foi contudo o dia de Domink Paris. Atual quarto classificado na Taça do mundo de esqui alpino, o italiano é o novo campeão do mundo de "slalom" supergigante.