Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Liam Neeson acusado de racismo por querer "matar um negro"

Liam Neeson acusado de racismo por querer "matar um negro"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O ator Liam Neeson está a ser alvo de acusações de racismo por parte de ativistas dos direitos civis e muitos cidadãos nas redes sociais.

No meio de entrevistas promocionais sobre o seu mais recente filme, "Vingança Perfeita" - que estreia esta quinta-feira em Portugal, o norte-irlandês confessou ter tido vontade de matar um homem negro ao acaso.

A revelação surgiu em declarações ao jornal The Independent quando o ator, de 66 anos, contou a história de uma amiga que foi violada há cerca de 40 anos e que disse que o responsável era um negro.

Neeson assumiu o instinto "primitivo" de violência e a "vergonha" dessa atitude: "Durante uma semana, vagueava para cima e para baixo com um bastão, na esperança de ser abordado por alguém. Na esperança - e tenho vergonha de o admitir - de que um 'sacana de um negro' saísse de um bar e se metesse comigo por uma razão qualquer, percebe? Só para que... [pausa] pudesse matá-lo".

No entanto, a Internet não perdoa facilmente e Liam Neeson viu a estreia do filme em Nova Iorque ser cancelada por esta controvérsia a apenas duas horas do início da cerimónia.