A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Macau lidera ambicioso projeto para a Grande Baía

Macau lidera ambicioso projeto para a Grande Baía
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Macau já é a capital mundial do jogo, mas quer ser também um centro mundial de turismo, eventos e lazer.

No ano em que se cumprem duas décadas da passagem de Macau para domínio chinês, os deputados da Assembleia Popular Nacional mostram otimismo com o projeto da Grande Baía.

Os planos para esta área no sul do país visam criar uma metrópole mundial entre Macau, Hong Kong e nove outras cidades da província de Guangdong (Jiangmen, Guangzhou, Shenzhen, Zhuhai, Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan e Zhaoqing).

"O desenvolvimento da área da Grande Baía não se limita ao desenvolvimento económico, mas também integra a melhoria dos serviços sociais. Sugerimos ainda o estabelecimento de áreas-piloto em Hengqin, Zhuhai ou na Grande Área da Baía, onde a nossa experiência em serviços sociais pode ser introduzida", afirmou a deputada Ng Sio Lai.

À boleia do projeto da grande baía, a região administrativa especial da China espera ainda ser a plataforma de contacto com os países de língua portuguesa.

"Creio que Macau é uma janela importante para os países de língua portuguesa e poderia assumir a importante responsabilidade de lhes contar a história chinesa e o modelo chinês, especialmente quando o país nos dotou deste papel de plataforma", sublinhou o deputado Si Ka Lon.

Em 2030, o projeto da Baía grande vai superar economicamente centros de referência, como Tóquio ou Nova Iorque.