A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Dois polícias militares detidos por homicídio de Marielle Franco

Dois polícias militares detidos por homicídio de Marielle Franco
Direitos de autor
REUTERS/Sergio Moraes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia civil brasileira deteve, esta terça feira, dois polícias militares suspeitos de envolvimento no assassinato da veredora do Rio de Janeiro e ativista Mariellle Franco (PSOL), juntamente com o motorista, a 14 de março do ano passado.

A informação foi avançada por vários meios de comunicação brasileiros, que citam fontes policiais.

Um dos detidos é o policia militar reformado Ronnie Lessa, considerado o autor dos disparos, o outro é o ex-polícia militar Elcio Vieira de Queiroz, suspeito de ser o motorista do carro usado no ataque, de acordo com o jornal Globo.

Human Rights Watch quer saber quem mandou matar e porquê

O diretor adjunto da divisão das Américas da ONG Human Rights Watch reagiu às detenções.

Daniel Wilkinson destacou que "é um passo muito importante na eludicação deste grave crime que chocou o Brasil e o mundo". Mas frisou que "permanece o desafio fundamental [...] que visa identificar os mandantes do assassinato".