Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

CIA é suspeita de envolvimento em ataque a embaixada da Coreia do Norte

CIA é suspeita de envolvimento em ataque a embaixada da Coreia do Norte
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Podem os Estados Unidos estar envolvidos no ataque à embaixada da Coreia do Norte em Madrid?

A Polícia Espanhola e o Centro Nacional de Inteligência (CNI) acreditam que sim, que há envolvimento da CIA.

De acordo com o jornal El Pais, que cita fontes policias, os investigadores espanhóis consideram que pelo menos dois dos dez assaltantes têm ligações com os serviços secretos norte-americanos.

A CIA negou qualquer envolvimento, embora, segundo fontes do Governo espanhol, as explicações tenham sido "pouco convincentes".

Os eventos ocorreram a 22 de fevereiro, véspera do segundo encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un sobre a desnuclearização da Coreia do Norte, realizado no Vietname.

Durante duas horas, os agressores sequestraram os oito funcionários que estavam na representação diplomática, que foram amarrados, espancados e interrogados. Dois dos funcionários tiveram de receber tratamento médico.

O alerta foi dado por uma funcionária que conseguiu fugir.

Na fuga, os agressores usaram carros oficiais da embaixada da Coreia do Norte.

Suspeita-se que os atacantes procuravam informação sobre Kim Hyok Chol, chefe da delegação norte-coreana nas negociações nucleares com Washington, que foi embaixador em Madrid, entre 2014 e 2017.