EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

CIA é suspeita de envolvimento em ataque a embaixada da Coreia do Norte

CIA é suspeita de envolvimento em ataque a embaixada da Coreia do Norte
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Polícia Espanhola e Centro Nacional de Inteligência (CNI) suspeitam que há envolvimento dos serviços secretos dos EUA no ataque à Embaixada da Coreia do Norte em Madrid.

PUBLICIDADE

Podem os Estados Unidos estar envolvidos no ataque à embaixada da Coreia do Norte em Madrid?

A Polícia Espanhola e o Centro Nacional de Inteligência (CNI) acreditam que sim, que há envolvimento da CIA.

De acordo com o jornal El Pais, que cita fontes policias, os investigadores espanhóis consideram que pelo menos dois dos dez assaltantes têm ligações com os serviços secretos norte-americanos.

A CIA negou qualquer envolvimento, embora, segundo fontes do Governo espanhol, as explicações tenham sido "pouco convincentes".

Os eventos ocorreram a 22 de fevereiro, véspera do segundo encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un sobre a desnuclearização da Coreia do Norte, realizado no Vietname.

Durante duas horas, os agressores sequestraram os oito funcionários que estavam na representação diplomática, que foram amarrados, espancados e interrogados. Dois dos funcionários tiveram de receber tratamento médico.

O alerta foi dado por uma funcionária que conseguiu fugir.

Na fuga, os agressores usaram carros oficiais da embaixada da Coreia do Norte.

Suspeita-se que os atacantes procuravam informação sobre Kim Hyok Chol, chefe da delegação norte-coreana nas negociações nucleares com Washington, que foi embaixador em Madrid, entre 2014 e 2017.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Gibraltar apresenta queixa à UEFA por causa dos cânticos de Espanha após a vitória no Euro

15 000 militares já estão em Paris para garantir segurança dos Jogos Olímpicos

Autocarro despista-se e fica preso quase na vertical na entrada para um túnel