A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

PPE aguarda resposta de Orbán

PPE aguarda resposta de Orbán
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O principal candidato do centro-direita às eleições europeias foi a Budapeste pedir a Viktor Orbán que termine a campanha contra Bruxelas e peça desculpa pelas suas ações.

De volta ao Parlamento Europeu, Manfred Weber não quis responder se confia ou não na resposta do primeiro-ministro húngaro.

"Precisamos de uma prova que o partido Fidez e Viktor Orban ainda querem ser parte do Partido Popular Europeu. Somos uma família de valores, de ideias comuns, não de poder ou do tamanho do grupo. Antes de mais nada, é sobre valores e é isso que Orbán tem de confirmar e espero que o faça."

Enquanto Orbán pondera, continua por resolver a questão da suspensão ou expulsão do partido dominante da Hungria do bloco de centro-direita da Europa. A eurodeputada finlandesa do PPE, Sirpa Pietikäinen, dá a sua visão sobre como tem decorrido o processo.

"É um pouco como se lhe batesse e pedisse desculpa, e depois volto a bater-lhe e peço desculpa, e em seguida volto a bater-lhe e peço desculpa. Essa tem sido um pouco a tendência entre Orbán e o PPE e Orbán e as relações com a União Europeia."

O deputado alemão Elmar Brok garante que o PPE será inflexível e terá de ser sempre Orbán a repensar as suas políticas.

"Muitos dos partidos que pediram para o expulsar são pessoas que são democratas maravilhosos, democratas liberais, que defendem o Estado de direito, o equilíbrio social e a economia de mercado. Esta é a nossa política, vamos continuar com ela e Viktor Orbán não a pode alterar."

A suspensão ou expulsão do Fidesz e de Viktor Orbán do PPE vai ser debatida na próxima semana durante uma reunião da família política de centro-direita, em Bruxelas.