Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Dois maiores bancos da Alemanha preparam fusão

Dois maiores bancos da Alemanha preparam fusão
Direitos de autor
REUTERS/Kai Pfaffenbach
Tamanho do texto Aa Aa

Os dois maiores bancos da Alemanha estão em vias de fusão. O Deutsche Bank e o Commerzbank confirmaram que estão em negociações para formar um novo super-banco, embora ainda estejam longe de chegar a acordo quanto aos termos. As administrações dos dois bancos anunciaram, em comunicados separados, que continuam as conversações.

Para o Deutsche Bank, é importante que não haja precipitações: "Isto significa que as negociações de fusão podem pender para qualquer um dos lados. Precisamos de tempo, porque para nós é mais importante ser preciso do que ser rápido. Somos e vamos permanecer um banco global, com uma posição de liderança nos mercados alemão e europeu. Essa posição de liderança pode consolidar-se com uma fusão com o Commerzbank", diz Jörg Eigendorf, porta-voz do Deutsche Bank

A fusão tinha sido falada pela primeira vez em 2016, mas ambos os bancos optaram depois por uma reestruturação e deixaram o negócio de parte. Esta eventual fusão tem o apoio do governo de Berlim. O Deutsche Bank enfrenta dificuldades desde a crise de 2008, enquanto o Commerzbank é detido, em 15% pelo Estado desde um plano de salvamento.

Uma das razões para o governo apoiar o negócio é manter o Commerzbank em mãos alemãs e assegurar que mantém a atividade principal, o apoio às empresas de dimensão média que formam a espinha dorsal da economia alemã.