Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ataque em Utrecht: terrorismo ou conflito familiar?

Ataque em Utrecht: terrorismo ou conflito familiar?
Direitos de autor
REUTERS/Piroschka van de Wouw
Tamanho do texto Aa Aa

Ataque terrorista ou conflito familiar? É a questão que paira no ar depois do tiroteio na cidade holandesa de Utrecht, que se saldou em três mortos e cinco feridos.

Depois de uma caça ao homem de várias horas, as autoridades capturaram o suspeito de abrir fogo no interior de um elétrico na praça 24 de Outubro, em pleno centro da cidade.

Um homem identificado como Gokmen Tanis, de 37 anos e origem turca que, segundo a televisão pública NOS, tinha comparecido há duas semanas perante a Justiça num caso de violação.

Segundo a agência turca Anadolu, Tanis visou primeira uma familiar e depois disparou contra os que a tentaram ajudar.

O nível máximo de alerta foi levantado depois da detenção, mas a agência nacional antiterrorismo continua envolvida nas investigações.

Na Holanda as investigações estão em curso para apurar os motivos de Tanis e, de momento, nenhuma possibilidade é afastada. Na Turquia, o presidente Recep Tayyip Erdogan indicou que os seus serviços secretos também estão a acompanhar o caso.

O governo português condenou "de forma veemente" o que classificou de um "ataque terrorista".