EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Azinheira portuguesa distinguida na Europa

Azinheira portuguesa distinguida na Europa
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uma azinheira alentejana ficou em terceiro lugar no prémio europeu Árvore do Ano.

Todas as árvores têm uma história e há histórias que remontam há séculos. É o caso das três grandes vencedoras do prémio Árvore do Ano. Uma lista liderada, em 2019, por uma amendoeira da Hungria, com 45 132 votos, seguida pelo carvalho de Abramtsevo, de origem russa, que obteve 39 538 votos e uma azinheira portuguesa, com 32 630 votos.

PUBLICIDADE

A azinheira secular do Monte Barbeiro nasceu em Mértola há 150 anos. Uma espécie protegida do ecossistema português, essencial na preservação das florestas e da atividade económica.

"Está associada à atividade económica, está associada um sistema agroflorestal também associado à atividade agrícola, nomeadamente às pastagens, contribui para a biodiversidade, mitiga as alterações climáticas, no fundo há aqui um tampão aos impactos das alterações climáticas, e o combate à desertificação", esclarece Ana Paiva Brandão, secretária-geral da União da Floresta Mediterrânica (UNAC), os promotores do concurso em Portugal.

As florestas representam um terço do território português, 10% das exportações nacionais e 1,2% do PIB.

Com os primeiros alertas de seca a soar em Portugal e os incêndios de verão ainda na memória, a distinção a nível europeu desta azinheira é um reconhecimento não só da sua beleza, como também da importância da relação entre as árvores e a comunidade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Seca matou milhões de árvores na Dinamarca

China abre biblioteca na floresta

Sobreiro português é Árvore Europeia do Ano 2018