Última hora

Última hora

Comissão Europeia critica Roménia por desviar-se do Estado de Direito

Comissão Europeia critica Roménia por desviar-se do Estado de Direito
Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia criticou a Roménia, esta sexta-feira, por desviar-se do Estado de Direito e pediu a Bucareste para tratar de forma justa Laura Kovesi, ex-procuradora-geral da Roménia, candidata a tornar-se a primeira procuradora-geral europeia.

Na quinta-feira, a Roménia acusou Laura Kovesi de corrupção e foi proibida de viajar para o estrangeiro, de acordo com a imprensa romena. A antiga chefe da direção anticorrupção romena é apontada como grande favorita a liderar a nova Procuradoria Geral Europeia

"Nós, a Comissão, instamos o Governo romeno e as autoridades romenas a respeitarem plenamente o princípio de sincera cooperação, tal como consagrado no Tratado, no que diz respeito ao processo de seleção do procurador-geral europeu," declarou o porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas.

A possível nomeação de Laura Codruta Kovesi, um símbolo da luta contra a corrupção, à frente da Procuradoria Geral Europeia, provocou a relutância do governo romeno.

"Colocar a antiga chefe da direção anticorrupção sob controlo judicial e proibi-la de deixar o país deve aumentar a já alta tensão na política e na sociedade romenas," exclareceu a jornaléista da euronews Mari-Jeanne Ion.