EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Britânicos eurocéticos manifestam-se contra impasse do Brexit

Britânicos eurocéticos manifestam-se contra impasse do Brexit
Direitos de autor REUTERS/Toby Melville TPX IMAGES OF THE DAY
Direitos de autor REUTERS/Toby Melville TPX IMAGES OF THE DAY
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de pessoas manifestaram-se em Londres contra o atraso da saída do Reino Unido da União Europeia.

PUBLICIDADE

O impasse do parlamento britânico levou milhares de britânicos às ruas. Em marcha pelo centro de Londres, rumaram a Downing Street para mostrar a indignação perante a incapacidade de Theresa May fazer passar o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia e mais uma vez o Brexit ser adiado, num processo sem fim à vista.

Ao cair da noite, alguns ânimos exaltaram-se. Pelas 21h, a polícia tinha já efetuado cinco detenções.

Para os apoiantes do Brexit as movimentações de Westmister são incompreensíveis. Os parlamentares rejeitaram esta sexta-feira, pela terceira vez, o acordo de saída proposto pela primeira-ministra. A decisão, tomada no dia em que o Reino Unido deveria sair da União Europeia, deixa aos britânicos um futuro incerto. Um divórcio que, neste momento, ninguém sabe quando, nem como vai acontecer.

O impasse foi frisado e lamentado por Theresa May, esta sexta-feira, no parlamento, depois de uma derrota contundente. "Temo estarmos a atingir os limites do processo nesta Câmara. Esta Câmara rejeitou uma saída sem acordo. Rejeitou não realizarmos o Brexit. Na quarta-feira, rejeitou todas as variantes do acordo em cima da mesa. E hoje rejeitou a aprovação do acordo de saída por si só e a continuação do processo no futuro", afirmou a primeira-ministra.

No entanto, o líder da oposição, não temeu acrescentar mais variantes à crise. Em resposta a May, Jeremy Corbyn disse que "Este acordo tem de mudar. Tem de ser encontrada uma alternativa. Se a primeira-ministra não pode aceitar isso, deve sair, não numa data a determinar no futuro, mas agora, para podermos decidir o futuro do país através de eleições gerais".

Momentos após a votação, Donald Tusk anunci ou mais uma cimeira do Conselho Europeu para debater o Brexit. Os líderes do bloco a 27 vão encontrar-se a 10 de abril e têm em cima da mesa a hipótese de uma saída sem acordo. Um cenário temido pelas empresas, preocupadas com o caos em que a incerteza deixaria a quinta maior economia do mundo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As Datas do Brexit

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres