A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Breves de Bruxelas": Emigração, agricultura, poluição e NATO

"Breves de Bruxelas": Emigração, agricultura, poluição e NATO
Direitos de autor
REUTERS/Romeo Ranoco/File Photo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O êxodo de trabalhadores nacionais em setores tais como saúde, construção civil ou indústria preocupa cada vez mais os cidadãos da União Europeia.

A emigração de nacionais para outros países é mais mais preocupante do que a chegada de imigrantes, disseram os entrevistados na Polónia, Hungria, Bulgária, Itália e Espanha, que fazem parte do estudo encomendado pelo centro de estudos Conselho Europeu para as Relações Externas, e cujos resultados foram publicados, esta segunda-feira, pelo jornal britânico "The Guardian".

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • Ambientalistas da organização não-governamental Greenpeace estão contra a futura distribuição de subsídios europeuas às grandes explorações da agroindústria. Numa ação de protesto, segunda-feira, no exterior do Parlamento Europeu, os ambientalistas pediram aos eurodeputados na Comissão de Agricultura que votem contra uma proposta da Comissão Europeia sobre a reforma da Política de Agrícola Comum.
  • A partir de 1 de abril, as autoridades da região de Bruxelas (capital da Bélgica) vão multar os automobilistas com veículos mais antigos que não tenham sido adaptados para circular na na zona de baixas emissões poluentes. As multas podem chegar a 350 euros. Estão excluídos daquela zona os carros a gasóleo com a classificação Euro 0 a Euro 2 e os carros a gasolina classificados Euro 0 e Euro 1, cujas matrículas são anteriores a 2001.
  • O secretário-geral da NATO, Jeans Stoltenberg, vai reunir-se, terça-feira, com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca. Jeans Stoltenberg desloca-se a Washington para a celebração do 70º aniversário da Aliança Atlântica e lançará uma campanha para convencer o governo norte-americano de que a NATO não é apenas crucial para a segurança da Europa, mas também para a dessa potência.